segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Devagar, devagarinho!

O honorável-extrambolics-da poltrona presidente desta renomada instituição vem a público lamentar a falta de publicações nos últimos dias.
Informamos aos senhores leitores que a regularização do serviço está sendo providenciada.
Afinal, "nóis é jeca ma' nóis é jóia"!!!

1 comenta aí, amizade!:

Rodrigo. disse...

Prezado amigo estrombólics-da-poltrona,

Devagar e sempre. Mas nunca sempre devegar. Nem assumirmos o divagar de muitos, nesse mundo anestesiado, que agora assiste cinicamente a derrocada do neo-liberalismo desumanizante com "ares de surpresa". Quanto cinismo!
A diferença é real e a todos nós ameaça. Devagar sem divagar, mantenhamos a lucidez, de olhos bem abertos, aprendendo a priorizar o essencial da vida e devagar, no compasso e no tempo de cada um, cresçamos como seres humanos ruma à humanização integral. Dando sinais de vida no meio de tanta morte, bem como das dimensões que esta assume.
Valores como a solidariedade, a fraternidade sem fronteiras, a justiça, resistem, e quando os promotores da alienação os dão por mortos, sempre ressucitam de-novo, teimosos Fenix da esperança.

Um abraço fraterno!

Rodrigo.