quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Cacete de agulha!


Uma das características da política neoliberal - iniciada nos anos 70 e consolidada nos 90 - foi o corte de investimentos em serviços públicos (saúde, educação, etc.) desviando-se esse volume financeiro para os empreendimentos dos ricos. Isso aconteceu em escala global e um dos resultados mais patentes dessa medida foi o severo aumento da desigualdade social.

Agora, com a (dita) crise financeira mundial em curso, os bancos centrais atuam com ternura materna, salvando bancos, seguradoras e capitaneando investimentos nos setores privados. Ao mesmo tempo, os rumores de supressão de gastos públicos regressam às bocas de chumbo dos estadistas, apontando um futuro infernal para as massas subalternas.

Historiadores tem pavor dessa afirmação mas, vejam como a história se repete.

E os pobres ainda acham a liberdade capitalista uma maravilha.

1 comenta aí, amizade!:

Susanna disse...

A despeito de ser historiadora, concordo com o fato da história se repetir. Faria apenas um adendo: ela nunca se repete exatamente da mesma maneira. Sempre há elementos novos, que ressignificam os acontecimentos... Em resumo: muda o recheio, mas a massa de pastel é a mesma!